Upskill Platform

Acelere a performance da sua empresa, desenvolvendo pessoas

Que empresa não deseja prosperar a longo prazo? Talvez alguns negócios possam ter estratégias para durar pouco, como algumas startups. Mas, a maioria das empresas nasce com o objetivo de, não apenas durar, mas crescer, ao longo dos anos. E muitas delas alcançam este objetivo, durante um período, algumas colocando foco em performance, outras colocando foco em pessoas, outras improvisando e contando com a sorte.

Acelere a performance da sua empresa, desenvolvendo pessoas

Que empresa não deseja prosperar a longo prazo? Talvez alguns negócios possam ter estratégias para durar pouco, como algumas startups. Mas, a maioria das empresas nasce com o objetivo de, não apenas durar, mas crescer, ao longo dos anos. E muitas delas alcançam este objetivo, durante um período. Algumas colocando foco em performance, outras colocando foco em pessoas, outras improvisando e contando com a sorte. 

No entanto, aquelas que prosperam por mais tempo são, segundo recente pesquisa do McKinsey Global Institute, as People+Performance Winners. Essas são as empresas orientadas a desenvolver pessoas, a fim de alavancar seu desempenho e promover seu crescimento profissional. E, por fim, permitir que elas contribuam para o crescimento de toda a empresa.

Upskilling: todo mundo ganha quando a performance do profissional aumenta

Uma empresa que consegue prosperar a longo prazo é aquela que está em melhoria contínua. E isso começa no desenvolvimento de seus profissionais.

Segundo o Guia de Tendências do Sebrae de 2023, “o conceito de upskilling está diretamente relacionado à necessidade de estarmos em melhoria constante, aprendendo e desenvolvendo novas habilidades e comportamentos para a vida e para o trabalho. […] O aprendizado contínuo por parte do funcionário é um exemplo claro de relação onde todo mundo ganha. O funcionário, porque aprende, se especializa e cria novas oportunidades para si mesmo. A empresa, por sua vez, ganha por dar espaço para que profissionais cada vez mais qualificados integrem suas equipes.”

Adaptabilidade: upskilling comportamental

A união da motivação do profissional em crescer e do investimento da empresa no desenvolvimento de seus colaboradores é a responsável por esta relação ganha-ganha,  indispensável para times que desejam manter a alta performance a longo prazo.

E o Guia do Sebrae ainda destaca que, sob esta perspectiva do upskilling contínuo, “as organizações entendem que nenhum profissional estará pronto. É mais importante buscar indivíduos que estejam dispostos a se adaptar para a vaga do que alguém que tenha habilidades técnicas, mas está engessado naquela área”. Ou seja, uma soft skill como a adaptabilidade passa a ser mais valorizada do que uma habilidade técnica importante para determinada área de atuação profissional.

O ciclo virtuoso das People+Performance Winners

Uma empresa precisa se manter lucrativa para durar e, ao mesmo tempo, suas pessoas precisam ter um alto desempenho para que a produtividade e criatividade produzam e sustentem o lucro, ao longo de todas as mudanças de cenários.

Mas, para que as pessoas se engajem em manter a empresa lucrativa e crescendo, elas precisam (cada geração mais) de clareza de propósito e valores, de um ambiente de trabalho saudável e seguro, de flexibilidade, de empatia, de resiliência e de oportunidade para se desenvolver e crescer profissionalmente. Se a empresa e seus líderes puderem prover essas condições, os colaboradores vão desejar ficar e se comprometer a dedicar energia e tempo para se desenvolver, alcançar as metas de sua equipe e, por consequência, os objetivos do negócio. 

Ou seja, chegamos ao ganha-ganha, em que o investimento da empresa no desenvolvimento e no bem-estar das pessoas, e a vontade das pessoas em crescer dentro daquela empresa, gera engajamento e aumento de desempenho, que faz a empresa performar melhor e por mais tempo, prosperando a longo prazo. Resumindo: essas são as People-Performance Winners.

Qual o diferencial de uma empresa que investe em performance através de pessoas

Segundo pesquisa do McKinsey Global Institute, que levantou dados em mais de 1.800 empresas de 15 países, é possível alcançar performance sustentável através do desenvolvimento das pessoas. A pesquisa categorizou empresas com este perfil como People+Performance Winners e definiu mais 3 perfis de empresas que chamou de: 

  1. Performance-Driven ou Orientadas por performance
  2. People Focused ou com foco em pessoas
  3. Typical Performers ou com performance mediana ou nas quais não identificaram um padrão de estratégia

Orientadas por performance têm foco em:

  • cultura de desempenho + resultados
  • ênfase em métricas
  • tomam decisões baseadas em evidências
  • metas claras e ambiciosas

Orientadas para pessoas têm foco:

  • nas pessoas – colaboradores, consumidor ou outros stakeholders
  • valorizam o desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores
  • cultura de inclusão, diversidade e colaboração
  • valorizam também metas sociais e ambientais

Com performance mediana ou típica são:

  • aquelas que não se destacam em seu setor de atuação
  • enfrentam desafios para aumentar a lucratividade
  • buscam ajuda de especialistas para saber como continuar crescendo
  • não apresentam clareza de padrões

Focadas em pessoas e performance, ao mesmo tempo, combinam:

  • forte ênfase em desempenho e resultados,
  • foco no desenvolvimento pessoal e profissional de seus talentos,
  • uma cultura inclusiva, ágil e inovadora,
  • um ambiente de trabalho positivo e de bem-estar,
  • uma liderança forte, metas claras e ambiciosas,
  • clareza de propósito,
  • desafiam e empoderam seus colaboradores.

“Empresas que adotam um foco mais voltado para as pessoas, juntamente com uma cultura organizacional mais desafiadora e empoderadora, têm muito a ganhar. Além de aumentar o retorno financeiro, elas podem melhorar sua consistência, resiliência, retenção de talentos, lealdade dos colaboradores e reputação – e essas são as características das empresas que prosperam no longo prazo.” (McKinsey Global Institute)

Mas, então, como aumentar a performance através de pessoas?

Identifique a categoria em que sua empresa está hoje

Primeiramente, é preciso entender em que categoria sua empresa está hoje. Use os indicadores da McKinsey para se reconhecer: lucro e tamanho, consistência e resiliência, atração e retenção de talentos. Com base no perfil que você identificar, vai ter clareza de que resultados precisa/deseja melhorar para prosperar dentro dos objetivos da organização.

Busque os problemas-raiz

Independentemente da categoria de empresa na qual se encaixou, é relevante encontrar os problemas-raiz da lucratividade estar abaixo do esperado, da prosperidade não ser consistente, dos seus colaboradores não terem a resiliência necessária para atravessar crises, ou mesmo as razões por que você não consegue reter ou atrair talentos.

Dê suporte para a liderança

E encontrar esta raiz dos problemas é possível quando você dá suporte aos seus líderes e quando eles se sentem confiantes para ter conversas regulares com suas equipes e tomar decisões difíceis. 

Ao valorizar e desenvolver a liderança, os líderes também se sentem motivados e preparados para desenvolver seus liderados, a serem transparentes sobre os indicadores de performance do grupo e do negócio e a criarem as condições ideais para que os profissionais estejam engajados e motivados a alcançar suas metas no trabalho, que facilitem seu crescimento profissional e, por fim, contribua para que a empresa atinja seus objetivos.

Siga o exemplo das People-Performance Winners

Kausik Rajgopal, vice-presidente executivo de pessoas e recursos do PayPal, destacou, no McKinsey event “Performance through people: Transforming human capital into competitive advantage”, que há três fatores principais que influenciam para transformar o capital humano em vantagem competitiva. São eles:

  1. Desenvolvimento dos profissionais
  2. Promover mobilidade interna – de cargos e áreas
  3. Ter uma cultura organizacional saudável

Esses três aspectos são diretamente influenciados ou sustentados pelos mindsets e comportamentos da liderança. E é por isso que os líderes precisam de suporte dos gestores para cumprir seu papel de impulsionar o desempenho das pessoas através de relações de trabalho humanizadas.

Para que isso aconteça, os Recursos Humanos são uma das áreas mais estratégicas na construção de uma empresa que desenvolve pessoas e prospera a longo prazo. Como comentou Pia-Maria Thóren, fundadora do Agile People, em um de seus artigos no Linkedin: “Finanças e RH são as chaves para a mudança em todas as organizações. É por isso que eles precisam começar a mudança na forma como lideram, quais estruturas usam e como ajudam as pessoas a criar condições para que a mudança aconteça”.

Qual a solução mais inovadora para performar através de pessoas?

O upskilling deixou de ser desejável ou pontual para se tornar indispensável e constante. Com o cenário de mudança rápida e o mundo híbrido, empresas e profissionais foram obrigados a se adaptar de maneira ágil. E este foi o cenário que fez os fundadores da Upskill Platform vislumbrarem uma oportunidade.

“Depois de 2 anos de pandemia, uma das minhas empresas enfrentava as consequências de um crescimento acelerado, da mudança no modelo de trabalho presencial para o híbrido e da guerra global por talentos. Eu busquei diferentes tipos de soluções para esses desafios, sem sucesso. Encontrei apenas soluções antigas que não resolviam mais esses novos desafios pós-pandêmicos”, conta Gustavo Oliveira, CEO da Upskill Platform.

E Gustavo acrescenta: “Sabia que precisávamos desenvolver a liderança para que o crescimento fosse sustentável e pudéssemos criar um ambiente de inclusão e pertencimento que mantivesse nossos talentos e que ainda contribuísse para que eles alcançassem seu máximo potencial. Diante deste cenário, e com o know-how que adquiri com desenvolvimento de pessoas nos últimos 20 anos, contatei amigos e colegas e decidimos trazer para o Brasil um modelo inovador: o Talent Development as a Service.”

Quer saber como desenvolvemos sua liderança para acelerar o desempenho das equipes e fazer sua empresa crescer?

DÊ UM UPSKILL na sua empresa!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Summary

Newsletter

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado.

Últimos artigos

Uma mulher com cara de sobrecarregada por estar ocupada demais
Intuitive & Creative Mind
Aline Daher

Busyaholic: como parar de se ocupar e inovar?

Você passa mais de 8 horas trabalhando, mas, no fim do dia, sente que não fez o suficiente? Tem a sensação de correria, de não ter tido um momento de tranquilidade, mas não produziu nada relevante ou não criou nada novo? Se você disse “sim” a alguma das perguntas acima, é provável que faça parte do time dos busyaholics. O busyaholic não só trabalha o tempo todo, mas sente necessidade de estar ocupado o tempo todo. Por esta razão, não dedica tempo ao ócio, tão relevante para a criatividade e performance. 

Saiba mais »
fit cultural
Liderança do futuro
Aline Daher

Fit cultural inclusivo: para além do recrutamento

Fit cultural é um termo que se aplica, normalmente, ao alinhamento de um candidato a determinada vaga, no processo de seleção de uma empresa. No entanto, quando restringimos esta prática à entrevista de seleção de um novo colaborador, podemos estar ignorando o fato de que a cultura organizacional sofre mudanças ao longo da história de uma empresa, e que seus colaboradores e políticas precisam se adaptar, do contrário, seria necessário trocar todas as equipes a cada mudança de cenário.

Saiba mais »

Agende uma demonstração

Desenvolva sua equipe, faça sua empresa crescer