Upskill Platform

Seus colaboradores híbridos estão praticando “coffee badging”?

Usar o momento cafezinho para marcar ponto no escritório e ir embora é mais um fenômeno que está se tornando comum em empresas dos EUA em trabalho híbrido. Esta foi uma entre mais de 10 constatações da pesquisa State of Hybrid Work 2023 (USA), da Owl Labs. E o movimento tende a chegar ao Brasil.

Seus colaboradores híbridos estão praticando “coffee badging”?

Usar o momento cafezinho (coffee badging?) para marcar ponto no escritório e ir embora. Este é mais um fenômeno que está se tornando comum em empresas dos EUA em trabalho híbrido. Esta foi uma entre mais de 10 constatações da pesquisa State of Hybrid Work 2023 (USA), da Owl Labs. E o movimento tende a chegar ao Brasil.

O nível de flexibilidade no trabalho ainda não é satisfatório

Segundo reportagem da Forbes Brasil, os CEOs consideram o trabalho presencial essencial para a inovação e a colaboração e para fomentar a cultura. No entanto, segundo a pesquisa, apesar de 94% dos trabalhadores dizerem que poderiam ser convencidos a ir ao escritório, isso dependeria de maior flexibilidade em relação a horários e vestimenta, reembolso de gastos com deslocamento e alimentação, entre outros benefícios.

De acordo com a pesquisa da Owl Labs, feita com 2.000 profissionais dos EUA, quase 60% dos trabalhadores híbridos admitem ser adeptos do “coffee badging”. Ou seja, mais da metade dos colaboradores entrevistados ficam o mínimo de tempo possível no escritório. E esta é sua maneira de protestar contra a exigência do presencial.

Constatações da pesquisa sobre a situação do trabalho híbrido em 2023

Estas foram as principais constatações da pesquisa sobre a situação do trabalho híbrido:

  • 69% dos colaboradores entrevistados acreditam que sua empresa exige que trabalhem no escritório devido às expectativas tradicionais de trabalho
  • 23% dos funcionários mudaram de empresa em 2023, e isso foi mais comum entre trabalhadores de escritório em tempo integral (26%) do que trabalhadores híbridos/remotos (17%)
  • 1 em cada 3 trabalhadores (33%) gasta de 31 a 45 minutos no deslocamento só de ida
  • Quase metade (46%) dos trabalhadores são “poli-trabalhadores”, com um trabalho secundário ou adicional, e outros 36% planejam iniciar um no futuro
  • 1 em cada 4 trabalhadores (25%) estaria disposto a sacrificar 15% do seu salário anual por horários de trabalho flexíveis
  • 56% dos trabalhadores afirmaram que o seu nível de stress relacionado com o trabalho aumentou desde o ano passado
  • Se não puderem mais trabalhar remotamente, 29% dos trabalhadores híbridos e remotos esperariam um aumento salarial para compensar os custos adicionais
  • Apenas 37% dos empregadores atualizaram sua tecnologia de videoconferência em 2023
  • 54% acreditam que as viagens de negócios na sua organização voltaram aos níveis pré-pandemia
  • 68% dos gestores acreditam que os seus colaboradores que trabalham remotamente/híbridos estão a perder feedback improvisado ou informal
  • 80% dos trabalhadores perdem tempo devido a dificuldades técnicas durante reuniões online/híbridas
  • 44% dos trabalhadores afirmaram que a IA generativa os ajudará a realizar o seu trabalho de forma mais rápida e eficaz nos próximos cinco anos
  • 64% dos entrevistados sentem que a sua empresa utiliza demasiadas plataformas de comunicação

Mais flexibilidade, por favor!

É relevante lembrarmos que todos nós – executivos, líderes de equipes e colaboradores – ainda estamos compreendendo as mudanças que a pandemia trouxe para nossas vidas e para o ambiente de trabalho. A flexibilidade sem dúvida passou a ser um dos principais pontos de atrito entre empresas e colaboradores.

E o que significa flexibilidade? 

  • Alguns preferem ir ao escritório, porque o ambiente de casa não é ideal, falta tranquilidade para se concentrar,
  • Outros preferem ficar em casa, porque o ambiente do escritório não contribui para se concentrar e produzir melhor,
  • Para alguns, os custos para trabalhar fora de casa são muito altos. Especialmente, se eles vão fazer exatamente a mesma coisa no escritório que poderiam fazer de casa,
  • Para outros, sair de casa significa ter que contratar alguém para ficar com os filhos ou idosos. Ou mesmo um cuidador para alguém doente na família. E isso também tem um custo alto.
  • Algumas pessoas não querem seguir um protocolo de vestimenta,
  • Outros não querem ter que mudar seu estilo para trabalhar.

Além disso, cada escritório tem uma estrutura e um clima diferentes. E se não estão todos os colegas presencialmente, pode não ser tão acolhedor estar no escritório. E, talvez, nem mais produtivo ou estimulante à criatividade.

O papel crucial da média liderança

A liderança das equipes têm um papel fundamental em reconhecer quais são as necessidades e anseios de seus liderados. Elas precisam encontrar maneiras de reconhecer em que modelo de trabalho se sentem mais motivados a trabalhar e performam melhor. É preciso compreender quando a equipe precisa estar reunida num ambiente físico para tarefas ou projetos específicos. Coordenar esses encontros deve ter a intenção de fomentar a inovação e fortalecer vínculos. Não basta apenas forçar a presença, independentemente dos dias da semana ou da necessidade.

Alinhar anseios individuais com as expectativas do negócio

Os líderes podem fazer o intermédio entre as necessidades da empresa e as de cada liderado. Dessa forma, ele contribui para alinhar expectativas e definir ações que permitam ao colaborador realizar seus objetivos profissionais Ao mesmo tempo que contribuem para o alcance das metas da empresa e para atender aos seus anseios na vida pessoal.

Se você é líder, precisa ser um exemplo para seus liderados. Afinal, você é um elo importante entre a alta administração e as equipes. Sua atuação é a mais relevante para definir como o futuro do trabalho vai se construir de tal forma a garantir o crescimento de pessoas e empresas!

Precisa de suporte para lidar com este cenário complexo e rápido?

DÊ UM UPSKILL na sua liderança!

Agende uma DEMO!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Summary

Newsletter

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado.

Últimos artigos

fit cultural
Liderança do futuro
Aline Daher

Fit cultural inclusivo: para além do recrutamento

Fit cultural é um termo que se aplica, normalmente, ao alinhamento de um candidato a determinada vaga, no processo de seleção de uma empresa. No entanto, quando restringimos esta prática à entrevista de seleção de um novo colaborador, podemos estar ignorando o fato de que a cultura organizacional sofre mudanças ao longo da história de uma empresa, e que seus colaboradores e políticas precisam se adaptar, do contrário, seria necessário trocar todas as equipes a cada mudança de cenário.

Saiba mais »
equipes
Human-Centric Work Design
Aline Daher

Mude a maneira como suas equipes são lideradas

Loud quitting, quiet quitting, lazy job, coffee badging estão desafiando as empresas a manter a produtividade e performance dos times e do negócio, num ambiente de trabalho remoto ou híbrido. No entanto, é certo que o comportamento das pessoas mudou, impulsionado pela pandemia e consolidação de um mundo híbrido, seja para viver, consumir, como para trabalhar.

Saiba mais »

Agende uma demonstração

Desenvolva sua equipe, faça sua empresa crescer