Upskill Platform

4 táticas para seu time ser + resiliente

Num cenário de mudanças rápidas e constantes, é comum que haja grande incerteza e uma dificuldade em se adaptar de maneira ágil sem perder desempenho. Para vencer esses desafios, é preciso que seu time seja + resiliente, para que prosperem diante das adversidades e possam aprender com elas.

4 táticas para seu time ser + resiliente

Num cenário de mudanças rápidas e constantes, é comum que haja grande incerteza. Este cenário traz maior dificuldade para as pessoas se adaptarem de maneira ágil sem perder desempenho. Para vencer esses desafios, é preciso que seu time seja + resiliente. Esta habilidade vai contribuir para que prosperem diante das adversidades e possam aprender e crescer com elas.

Todo líder precisa desenvolver, primeiro em si mesmo, as habilidades e a mentalidade certa para lidar com situações adversas no ambiente de trabalho. Assim, você se torna exemplo de adaptabilidade e resiliência, aos seus liderados . 

Embora o estresse seja parte fundamental do nosso processo de crescimento pessoal e aprendizado, quando ele é a única forma de reagir a qualquer incidente, a tendência é que ele conduza ao esgotamento.

Então, que táticas os líderes podem aplicar para construir um time + resiliente?

Construa senso de propósito no trabalho

Segundo o artigo da McKinsey, Help your employees find purpose—or watch them leave, “os colaboradores esperam que seu trabalho traga um senso de propósito significativo para suas vidas” e, por isso “os empregadores devem ajudar seus colaboradores a suprirem esta necessidade; ou devem estar preparados para perder talentos para empresas que a supram”. 

Essas afirmações parecem bastante determinantes. Mas, você pode se perguntar por onde começar esta construção de senso de propósito no trabalho.

Como líder, você deve conversar de maneira regular com seus liderados, a fim de desvendar quais são seus valores, seus sonhos, suas necessidades e desejos, seus medos e preocupações. E, a partir disso, compreender como o trabalho contribui para que cada profissional realize seus anseios.

Quando líder e liderados têm clareza de como cada um contribui para o alcance dos objetivos do time e do negócio, o trabalho tem mais sentido. Ter esta dimensão do seu papel no mecanismo da empresa é fundamental para conectar as tarefas diárias com a realização de algo maior e mais relevante do que os To Dos, seja na vida pessoal ou profissional.

“A questão é que o propósito não vem às custas da lucratividade, mas, em muitos casos, leva a um desempenho superior”, relatou Rupert Younger, fundador do Centro de Reputação Corporativa da Universidade de Oxford e presidente da Enacting Purpose Initiative, uma parceria multi-institucional que trabalha para estabelecer as melhores práticas em torno da governança de propósitos.

“O propósito trás a uma pessoa satisfação nos bons tempos e a resiliência nos momentos mais difíceis, e isso é válido por toda a vida.”

(William Damon)

Estimule a equipe a ser + resiliente criando momentos de pausa

Como disse antes, o estresse faz parte do nosso processo de crescimento e aprendizado, mas para que esses resultados possam ser colhidos e assimilados, precisamos de momentos de restauração. 

Por isso, propor intervalos em que o colaborador escolhe se vai cochilar, praticar esportes, atividades lúdicas, meditar, caminhar, tomar sol, enfim, é crucial para que o desempenho da equipe se mantenha alto e os seus membros saudáveis para experimentar o que de melhor a vida tem a lhes oferecer.

Fonte do gráfico: McKinsey.

Além disso, o líder precisa ser exemplo de cuidado com seu próprio sono e compartilhar esta experiência com o time. O descanso precisa ser levado a sério, afinal, se não houver qualidade neste aspecto, a assimilação, o aprendizado e a performance ficarão prejudicados.

“O estresse não vai acabar com você, mas deixar de criar ondas de restauração pode.

O estresse constantemente alto é letal, mas o estresse alto com pausas para restauração não é apenas gerenciável, mas pode realmente ser usado para ficarmos + resilientes  e mais fortes.”

(Jim Loehr)

Crie momentos de conexão e descontração para um time + resiliente

Com o trabalho remoto e híbrido, a espontaneidade dos encontros ficou prejudicada. Para quem está trabalhando remotamente, todo encontro com um colega, líder ou liderado, exige que se coloque um compromisso na agenda, com data e hora marcados.

Esses momentos de espontaneidade são, no presencial, as oportunidades para conhecer os colegas no âmbito pessoal, para ter momentos de descontração e maior conexão pessoal. 

Para que esta conexão não se perca no modelo híbrido, é importante que a liderança crie oportunidade de reuniões informais, incentive os liderados a contatarem uns aos outros, mandarem mensagens, demonstrando interesse uns pelos outros e criando um ambiente de suporte e descontração.

O líder tem papel fundamental na construção e manutenção de uma cultura forte, à qual os colaboradores estejam alinhados e possam ser exemplo de atitudes, comportamentos e hábitos organizacionais que estimulem este ambiente mais leve, de bem-estar mental e emocional.

Cultive e estimule serenidade diante dos desafios

Um bom líder não é apenas exemplo de tolerância à incerteza e ambiguidade, ou mesmo de inteligência emocional, mas ele precisa saber treinar sua equipe para conquistar maior serenidade diante dos desafios e mudanças, para que todos possam tomar melhores decisões e conquistar autonomia, aprendendo com seus erros e acertos.

Para desenvolver esta habilidade de lidar com a pressão, com serenidade, algumas ferramentas são:

  1. Identificar o principal desafio que gera pressão e exercitar olhar para este desafio como se fosse de outra pessoa ou de outros times e empresas. O intuito é sair do modo reativo e impulsivo e observar mais friamente qual é o desafio real, sem fazê-lo maior do que ele é.
  2. Treinar uma respiração mais profunda e pausada – inspirando em pelo menos 3 segundos, parando com os pulmões cheios em 3 segundos, exalando em 3 segundos e parando com os pulmões vazios em 3 segundos. Exercite por pelo menos 5 minutos. Este é um exercício usado inclusive no treinamento dos Navy Seals dos EUA para lidar com situações de pressão.
  3. Escolha uma pessoa que você admira quando lida com a pressão, e imagine como ela reagiria se ela enfrentasse um desafio como o seu, buscando replicar este comportamento e atitude.

Seu papel como um líder que busca incentivar resiliência em seu time é também exercitar seu contentamento no dia a dia de trabalho, como forma de se tornar + resiliente e ser um bom exemplo para o time.

Como aprender a ver o lado bom de situações desafiadoras

O contentamento é uma atitude que busca sempre extrair algo de bom mesmo de circunstâncias extremamente desafiadoras. Algumas maneiras de fazer isso são:

  1. Estar sempre disposto a aprender com os erros e criar esta cultura no time,
  2. Transformar frustrações em oportunidades, ainda que seja de aprendizado,
  3. Exercitar uma relativização dos problemas, procurando imaginar como você ou seu time veriam este problema se fossem mais jovens ou mais velhos – aplicando o princípio da regra 18/40/60. A ideia é ampliar a perspectiva e manter uma atitude mais leve na solução de problemas.

Por fim, para que o time seja + resiliente de maneira sustentável, é preciso cultivar a mentalidade de crescimento, a disposição a aprender, e reconhecer que nenhum líder é um herói solitário. Todos precisam do apoio mútuo e de um ambiente confiável para alcançar seus objetivos pessoais e profissionais, à medida que contribui para o crescimento e prosperidade do negócio do qual faz parte.

Quer conhecer outras táticas para liderar num mundo veloz e híbrido?

Clique aqui e agende uma demo da nossa Plataforma.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Summary

Newsletter

Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado.

Últimos artigos

equipes
Human-Centric Work Design
Aline Daher

Mude a maneira como suas equipes são lideradas

Loud quitting, quiet quitting, lazy job, coffee badging estão desafiando as empresas a manter a produtividade e performance dos times e do negócio, num ambiente de trabalho remoto ou híbrido. No entanto, é certo que o comportamento das pessoas mudou, impulsionado pela pandemia e consolidação de um mundo híbrido, seja para viver, consumir, como para trabalhar.

Saiba mais »
Liderança do futuro
Aline Daher

Prepare sua liderança para ser proativa no bem-estar das equipes

Uma pesquisa recente realizada pela Alice (plano de saúde para empresas), em parceria com a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, a Caju, o Grupo Fleury, a Gupy, a Zazos e O Futuro das Coisas, concluiu que as empresas que se preocupam com o bem-estar físico e mental de seus colaboradores registram índices maiores de engajamento interno. No entanto, a chave para construir e manter um ambiente saudável de trabalho pode estar além dos benefícios; no preparo da liderança.

Saiba mais »
Liderança do futuro
Aline Daher

Liderança em um ambiente de trabalho multigeracional

Segundo o “Panorama de Sentimentos das Lideranças”, estudo da escola corporativa SPUTNik com 250 líderes de grandes empresas, 79% dos gestores sentem dificuldade em conduzir profissionais de diferentes gerações. O ambiente de trabalho está se tornando cada vez mais diverso, com diferentes gerações trabalhando juntas. Para muitos líderes de empresas, isso pode ser um desafio, já que cada geração tem suas próprias preferências, valores e maneiras de trabalhar. No entanto, gerir uma equipe multigeracional com sucesso é possível, e pode trazer benefícios significativos para a empresa.

Saiba mais »

Agende uma demonstração

Desenvolva sua equipe, faça sua empresa crescer